Voltar ao site

Que Líder Sou Eu?

Por Que o Autoconhecimento é Essencial ao Seu Futuro Profissional?
Por Que o Seu Perfil Individual Importa?

Este texto é o segundo de uma série em que traremos degustações de temas que estudamos e experienciamos na nossa Formação de Líderes Evolutivos, que começa no dia 4 de março e está com as inscrições abertas! O primeiro texto com o título “O Que 2020 (e a nova década) Pede do Líder” foi publicado na semana passada e você pode conferir aqui.



Muitas pessoas que chegam até a cuidadoria, nos relatam que têm tomado contato com o cenário de mundo atual, que buscam conhecimentos e vivências que trazem uma ampliação de sua visão, que sabem o que precisa ser feito, mas na hora de colocar em prática, no dia a dia, vêem-se sem ferramentas, sem o “como fazer acontecer”. Neste caminho, buscar conhecimentos mais técnicos e práticas, como por exemplo ferramentas e métodos que estimulem a colaboração e a agilidade, é fundamental. Porém, há algo que, em muitos casos, os profissionais (líderes ou não) que buscam atualizar-se e preparar-se para o futuro cada vez mais VUCA*, deixam de lado: o autoconhecimento.


Essa palavra pode parecer até batida e, especialmente no contexto empresarial, muitas vezes vem carregada de julgamentos, com expressões como “abraçar árvores”, entre outras. Muitas vezes o autoconhecimento também é confundido com espiritualidade e, desta forma, fica encaixotado em um contexto que parece não caber no mundo do trabalho.


Bom, já estamos começando a ficar cansados de saber que os limites entre vida pessoal e profissional vêm diminuindo cada vez mais e que, mais do que isso, muitas organizações reconhecem que acolher o ser humano em sua inteireza — isso quer dizer: sua porção racional, mas também suas inteligências emocional, intuitiva, corporal, bem como considerar que a vida do colaborador é uma só e que o ambiente profissional influencia sua vida pessoal e vice-versa — ajuda a criar ambientes mais harmônicos, em que as pessoas se conhecem melhor e passam a confiar mais umas nas outras, há ganhos enormes em criatividade, inovação, colaboração e trabalho em equipe, entre muitos e muitos outros.


Neste âmbito da inteireza, a organização pode oferecer um ambiente acolhedor, humano e ter boas práticas no que concerne a colaboração e a colaboração e sustentação deste ambiente de confiança. E isso é super significativo.


Mas é essencial lembrar que uma organização é feita de indivíduos e que cada pessoa é um fractal, um pequeno universo dentro de algo muito maior. Assim, criar o