Return to site

ILUMINISMO 2.0 — UM NOVO SISTEMA DE PENSAMENTO EM MEIO A IDADE DAS TREVAS DIGITAL

Por Henrique Katahira

Apesar dos avanços da tecnologia, da ciência e do aumento do acesso à informação, a inteligência da humanidade parece estar andando para trás nos últimos anos. Verdades antes tidas como absolutas como o formato da Terra estão sendo questionadas em pleno século XXI por pessoas letradas, com seus diplomas universitários que juram de pés juntos que a Terra é plana e que há uma grande conspiração que quer que acreditemos que nosso planeta é redondo e que gira ao redor do Sol.

Jornalista da ABC News entrevista participantes da Convenção Internacional da Terra Plana

Mas antes de qualquer tipo julgamento, o que esse fenômeno conta sobre o nosso momento histórico?

Nunca estivemos expostos à tanta informação. A quantidade de mensagens, memes e fake news chegam a nós através do celular aumenta a cada ano a ponto de ser a única fonte de notícias de muita gente. Softwares de edição de vídeos de alta qualidade antes restritos a grandes estúdios estão cada vez mais acessíveis e sendo usados para criar fake news com qualidade de cinema.

Nesse contexto, o excesso de informações falsas faz com que as pessoas não consigam mais distinguir fatos de fake news, levando-as a acreditarem em qualquer coisa, até mesmo que a Terra seja plana.

Parece que a humanidade voltou para a idade das trevas. Onde tudo pode ser fake news, os livros sagrados parecem ser as únicas verdades em que podemos confiar.

Assim como o Iluminismo trouxe avanços na forma enxergar o mundo de através da razão nos séculos XVII e XVIII, valorizando o questionamento, a investigação e a experiência, precisamos de uma versão atualizada, um novo sistema de pensamento que possa tirar a humanidade do que chamo de idade das trevas digital.

Na idade das trevas digital não há tempo para racionalizar, as pessoas decidem se vão compartilhar um fake news ou não em menos de um segundo, muitas vezes motivadas pelo impacto emocional que sofreram.

Se o Iluminismo 1.0 se tornou obsoleto, como será o novo sistema de pensamento?

 

Acredito que o modelo lógico e analítico não será descartado mas integrado a um novo sistema de pensamento que utiliza as demais inteligências para tomar decisões baseadas na sabedoria conforme o infográfico abaixo.

Assim como o Iluminismo trouxe avanços na forma enxergar o mundo de através da razão nos séculos XVII e XVIII, valorizando o questionamento, a investigação e a experiência, precisamos de uma versão atualizada, um novo sistema de pensamento que possa tirar a humanidade do que chamo de idade das trevas digital.

Na idade das trevas digital não há tempo para racionalizar, as pessoas decidem se vão compartilhar um fake news ou não em menos de um segundo, muitas vezes motivadas pelo impacto emocional que sofreram.

Se o Iluminismo 1.0 se tornou obsoleto, como será o novo sistema de pensamento?

Acredito que o modelo lógico e analítico não será descartado mas integrado a um novo sistema de pensamento que utiliza as demais inteligências para tomar decisões baseadas na sabedoria conforme o infográfico abaixo.

O conhecimento é resultado da inteligência racional (lógica e analítica). A sabedoria é uma habilidade vai muito além do conhecimento. Ela é uma expressão que vem da integração de várias inteligências e se manifesta através da insights. É sintético e não analítico. Vem de um lugar de silêncio, presença e atenção plena, quando conectamos os três centros de inteligência: racional, emocional e corporal.

Se o Iluminismo conseguiu tirar a Idade Média das trevas iluminando os fenômenos externos através do pensamento racional, sua nova versão tem a missão de trazer luz para dentro de nós a fim de buscar a sabedoria interna.

No meu entendimento, somente a integração das inteligências racional, emocional e corporal poderá trazer centramento e clareza para acessar a sabedoria necessária para libertar a humanidade da idade das trevas digital.

Se você chegou até aqui, que tal criarmos juntos as bases do Iluminismo 2.0 e transformá-lo num movimento cultural?

O oposto de uma afirmação verdadeira é uma afirmação falsa. Mas o oposto de uma verdade profunda pode ser outra verdade profunda. — Niels Bohr​

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK